placa-sinalizacao-ENGANADO

O conto abaixo, que ouvimos em uma reunião, ilustra bem a questão "Você tem sido transparente com o seu cliente?":

Um rapaz, à beira da morte, teve um encontro com uma divindade. Preocupado, perguntou se iria para o céu ou para o inferno. A divindade respondeu que a escolha era apenas dele e, para tomar tal decisão, que conhecesse ambos os locais.

Foi, então, conhecer o céu. Um ambiente lindo e tranquilo, jardim florido, pessoas felizes, serenas, calmas, vestidas de branco. Gostou bastante e falou: "Vou ficar aqui". "Como pode decidir sem conhecer o outro ambiente?", retrucou a divindade. Concordou e foi, então, conhecer o inferno para ter certeza de sua escolha. Chegando lá, encontrou algo surpreendente: uma super balada, repleta de pessoas bonitas, sorridentes, alegres. Bebida rolando à vontade, aquele clima de juventude. Mudou de ideia e disse à divindade: "Agora que conheço os dois lados, escolho o inferno". E, assim foi feita sua vontade. Morreu e foi para o inferno. Chegando lá, encontrou-se em um caldeirão extremamente quente, em um lugar sombrio, feio, repleto de monstros. "O que aconteceu?? Onde está a balada que eu visitei?".

Moral da história: muitas empresas e pessoas vendem serviços e produtos milagrosos, maravilhos, quando, na verdade, a realidade é totalmente diferente. E você, como tem se comportado diante dos seus clientes: iludindo-os ou falando a real?